Pompoarismo

Espaço Mulher

Pompoarismo

Esta técnica nasceu a milênios no oriente com a promessa de garantir mais fertilidade e potência sexual, mas seus benefícios vão muito mais a fundo.  Em 1950, o médico Arnold Kegel verificou que além dos benefícios sexuais a técnica trata e evita disfunções como queda de bexiga e perdas urinárias que afetam mais de 50% das mulheres.

A musculatura íntima para ser saudável precisa ter força, resistência, coordenação e agilidade. Hoje em dia existem profissionais capacitados conhecidos como “Fisioterapeutas uroginecológicos ou pélvicas”  que estão aptos a avaliar sua musculatura e te orientar como se exercitar corretamente.Os exercícios diários devem ser iniciados assim que tivermos uma boa consciência do nosso corpo, principalmente antes de uma gestação.

Os benefícios sexuais mais relatados são o aumento da lubrificação, da sensibilidade, menor entrada de ar durante a relação e do potencial orgasmático. Além disso você garante menores chances de perdas urinárias, prolapsos genitais e incontinência anal.

Antigamente acreditava-se que existiam anéis vaginais e que eles poderiam contrair separadamente, hoje sabemos que essa informação é errônea. Na realidade possuímos 13 músculos que trabalham em conjunto e não conseguimos os contrair separadamente. Um exemplo disso é tentar contrair anus e vagina isoladamente, isto é impossível!

Para saber se você contrai corretamente podemos utilizar 3 técnicas. A primeira seria colocar o dedo dentro da vagina e imaginar que precisa segurar o xixi, você ira sentir sua musculatura apertando seu dedo. O segundo modo seria olhando para sua vulva com um espelho e fazendo este mesmo movimento, você deve visualizar  a vagina contraindo e relaxando. O terceiro modo, bastante conhecido, serve somente como teste e não deve ser utilizado como treino. Durante a micção você deve tentar interromper o fluxo do xixi no meio, após isso solte o resto do fluxo, a atenção aqui é para não praticar como treino para evitar disfunções urinárias.

Quando falamos dos exercícios a maioria das mulheres já fica na expectativa de escolher seu acessório para começar a prática! Sim, temos “pesos” vaginais que ajudam a incrementar o exercício. Eles são conhecidos como cones vaginais e ben-wa. A escolha do acessório ideal deve ser feita pela fisioterapeuta. Lembre que se você é usaria de DIU ou SIU converse com sua ginecologista para garantir que o fio do seu DIU esteja curtinho e isso não irá causar interferências na hora de retirar o acessório. Fica a dica.

Os benefícios começam a ser percebidos por volta de 4 semanas de exercício, então não vale desistir nas primeiras semanas. Assim que seu assoalho pélvico estiver em boas condições você deverá manter o exercício algumas vezes por semana para manter os benefícios.

Dra. Ana Cristina Gehring

COFFITO: 160283 

Fisioterapeuta

 

DKT Saúde da Mulher

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *