Ressecamento Vaginal

Espaço Mulher

Ressecamento Vaginal

Ressecamento vaginal, como o próprio nome diz, é uma sensação de secura, que pode comprometer o ato sexual, pois gera enorme desconforto, além de poder causar coceira e infecções genitais recorrentes.
Quando podemos nos deparar com o ressecamento vaginal? Existem algumas situações na vida da mulher em que isso ocorre com maior frequência. No período Climatérico e na Menopausa, por exemplo, cerca de 50% das mulheres sofrem de atrofia genital. Mas o ressecamento vaginal não é exclusivo dessa fase. Mulheres no período pós-parto ou pós-quimioterapia também podem sofrer com a condição. Em usuárias de pílulas, também é muito comum o relato de redução da lubrificação, porém com uma intensidade menor do que nos outros já citados. Nesses casos, a simples substituição da pílula por outro método poderia resolver o problema.
O que fazer quando o ressecamento acontece? Procure a avaliação de um ginecologista. Ele será capaz de identificar a causa do problema e oferecer a melhor solução. Existem casos, por exemplo, que uma simples infecção genital (como uma candidíase) pode cursar com ressecamento. E o tratamento especifico resolve o problema. Já para os casos crônicos, como Climatério, pós-Menopausa, pós quimioterapia ou mesmo no pós-parto,  é necessário um tratamento especifico.
Entre os tratamentos específicos, existem basicamente dois grupos que poderíamos chamar de paliativos X definitivos. 
Entre os paliativos temos os LUBRIFICANTES VAGINAIS que possuem uma função unicamente cosmética, eles não tratam o problema. Devem ser usados toda vez houver necessidade de uma maior lubrificação local.
Atualmente existe os HIDRATANTES VAGINAIS que chegam com uma proposta diferente. Alguns deles têm em sua composição o ácido hialurônico, que é uma substância presente no nosso corpo e que tem o papel de reter água nos tecidos. Eles contém substâncias que mantém o PH vaginal, protegendo contra infecções locais. Logo, esses hidratantes promovem uma reação no nosso corpo e podem ser usados a cada três dias, enquanto os lubrificantes só hidratam durante o uso.
Mas mesmo os hidratantes são capazes de proteger até certo ponto. Na Menopausa, por exemplo, os famosos fogachos que ocorrem em função da deficiência de estradiol tendem a desaparecer com o tempo. Mas o ressecamento vaginal, ao contrário, tende a piorar. Por isso, os hidratantes só resolvem por algum tempo. Depois, torna-se importante lançar mão dos cremes vaginais à base de hormônios. Até pouco tempo atrás, o único tratamento que soava como resolutivo para a questão do ressecamento vaginal eram os cremes vaginais a base de hormônios estrogênicos como o estriol e o promestrieno. Esses cremes embora ofereçam excelentes resultados a curto prazo em torno de 1 semana, têm o inconveniente de precisarem ser usados constantemente, inicialmente durante 1 semana e depois mantido, por no mínimo 2 vezes por semana, sem interrupção do uso. Quando interrompido esse tratamento com os cremes vaginais a base de hormônios, os sintomas associados a falta do estímulo estrogênico, como o ressecamento vaginal, prurido local, infecções vaginais ou urinárias recorrentes, incontinência ou urgência urinária tendem a retornar. Sabendo-se dessa demanda das mulheres, os pesquisadores desenvolveram tecnologias que, atualmente, são consideradas as melhores opções para tratamento do ressecamento vaginal: são os Lasers vaginais, usados para rejuvenescimento intimo !! Os mais conhecidos são : MONALISA TOUCH , FOTONA e o ATHENA . Eles oferecem um resultado mais duradouro, necessitando apenas de uma sessão de reforço anual. Em qualquer desses equipamentos são indicadas três sessões, a cada 30 dias, sendo necessária uma sessão anual para manutenção. Os resultados são incríveis. A vantagem do tratamento com essas Tecnologias é que apos a primeira sessão já se percebe um melhora notável na lubrificação, e as mulheres se libertam da necessidade do uso dos cremes vaginais a base de hormônios ou de qualquer outro tratamento paliativo, como os lubrificantes e hidratantes vaginais . Eu sempre digo que se algum tratamento for percebido pelos homens é porque ele realmente promove resultados. E há um relato positivo quase constante dos maridos de pacientes que se submeteram ao tratamento com LASER ÍNTIMO; é comum as pacientes narrarem que seus maridos perceberam suas vaginas mais “molhadas e macias”. Portanto , se você vem sofrendo de dores à relações devido a ressecamento vaginal, saiba que existe tratamento. Você não precisa mais conviver com isso. E os maridos agradecem, porque embora o desconforto seja bem mais dramático para as mulheres, ele acaba afetando também o prazer sexual dos homens.

Consulte seu ginecologista.

Dra. Nicole Araújo

Ginecologista e Obstetra

CRM-DF 21.430 | CRM – MG 32.518 

DKT Saúde da Mulher

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *